2 - Avaliação do Acidente

        O acidente deverá ser analisado pela equipe responsável (SCIH/Vigilância Epidemiológica/Médico do Trabalho) quanto aos aspectos abaixo relacionados.

        2.1 - Material biológico envolvido
        Devem ser considerados fluidos biológicos de risco, os seguintes materiais: sangue, líquido orgânico contendo sangue e líquidos orgânicos potencialmente infectantes (sêmen, secreção vaginal, líquor e líquidos sinovial, peritoneal, pericárdico e amniótico). Suor, lágrima, fezes, urina e saliva são líquidos biológicos sem risco de transmissão ocupacional do HIV. Nestes casos, a quimioprofilaxia e o acompanhamento sorológico não são recomendados.

        2.2 - Tipo de acidente
        2.2.1 - Pérfuro Cortante
        Compreende a penetração através da pele de agulha ou material médico-cirúrgico contaminado com sangue ou outros líquidos orgânicos e potencialmente infectantes.

        2.2.2 - Contato com mucosa ocular, oral ou pele com solução de continuidade
        Compreende o contato direto da mucosa ou pele com solução de continuidade (p.e., dermatite ou ferida aberta) com sangue, líquido orgânico contendo sangue visível ou outros líquidos orgânicos potencialmente infectantes.

        2.2.3 - Contato com pele íntegra
        Compreende o contato da pele íntegra com sangue, líquido orgânico contendo sangue visível ou outros líquidos orgânicos potencialmente infectantes. O contato de material biológico com pele íntegra não constitui situação de risco para infecção pelo HIV e, portanto, dispensa o uso de quimioprofilaxia. Porém, se a exposição envolve grande volume de sangue com alta carga viral em extensa área de pele por um período prolongado, a quimioprofilaxia pode ser considerada.

   
voltar ao menu epidemiologia continua...